Vós, amáveis bosques bávaros, vós, cidades do Meno
Montanhas de pinheiros do Hesse, umbrosa Floresta Negra
Vós ficareis.
Encostas vermelhas da Turíngia, arbustos modestos de Brandenburgo
E vós, cidades negras do Ruhr, atravessadas por barcas de ferro
Por que não deveis ficar?
Também tu, Berlim feita de muitas cidades
Laboriosa sob e acima do asfalto, podes ficar, e vós
Portos hanseáticos, vós cidades fervilhantes
Da Saxônia, vós ficareis, e vós, cidades silésias
Cobertas de fumaça, a olhar para o Leste, ficareis também.
Apenas a escória de generais e gauleiters
Apenas os senhores da indústria e os corretores da bolsa
Apenas os grandes proprietários e os intendentes devem desaparecer.
Céu e terra e vento e tudo realizado pelos homens
Podem ficar, mas
A canalha dos exploradores, isso
Não pode ficar.