O Pessimismo deste tempo insano
não é feito de lágrimas fingidas;
já nem cabe do Verso nas medidas,
tanto ele inunda o coração humano!

Foi tão profundo o triste desengano
das mortas crenças afinal perdidas,
que no vácuo das almas doloridas
cresceu o tédio — lúgubre tirano!

Nada ficou de pé... Veio a certeza
de que tudo na imensa Natureza
é simplesmente uma ilusão terrível.

Hoje até mesmo o pranto já nos cansa
nesta medonha e trágica e impassível
bancarrota suprema da Esperança!