1
Anjo que precisa de outro anjo,
Espírito que vai anunciar
E ao mesmo tempo espera ser anunciado.

Anjo que segura a palma de seus braços
E se contempla, desdobrando-se ao espelho.

Anjo felino que desconcerto entre sua forma e sua fôrma!

Regressa com as órbitas vazias
Até que possa conhecer-se um dia.

2.
És de espuma e seda,
És ao mesmo tempo centelha,
Forma futura do que advinhei em sonho.

Observo eternamente
O Horizonte convexo
Espiando chegares desdobrada em asa.

Se me amasses
Eu me transformaria no que sou.