— Donde vens, viajor?
— De longe venho.
— Que viste? 
— Muitas terras.
— E qual delas
Mais te soube agradar?
— São todas belas;
Fundas recordações de todas tenho.

— E admiraste o que?
— Ah! onde as flores
Cada vez a manhã tornam mais linda,
Onde gemeu Paraguaçu de amores,
E os ecos faliam de Moema ainda;
Ali, Safo cristã, virgem formosa,
A vida aos sons da lira dulcifica:
De escutar a sereia harmoniosa,
Ou de vê-la, a vontade presa fica.